Setembro de 1855

Há 160 anos nasceram em Leopoldina

Dia 2

José, filho de Joaquim Dias Neto e Maria Catarina de Jesus

Dia 11

Francisco de Vargas Sobrinho Corrêa filho de Josué de Vargas Corrêa e Joaquina Eucheria de Jesus

Dia 15

Rita Esméria de Almeida filha de Francisco Rodrigues Gomes de Almeida e Maria Umbelina da Anunciação

Dia 30

José, filho de Manoel Henriques Porto Maia e Maria Balbina Soares

Há 100 anos

Em fevereiro de 1914 nasceram em Leopoldina:

Dia 2

Iraci, filha de José Vital de Oliveira e de Mariana Custódia de Moraes

Manoel, filho de Silvano Barbosa da Rocha e de Ana de Melo Gouvêa

Dia 4

Antonia, filha de Joaquim Vargas Corrêa e de Maria Francisca Vargas

Dia 6

Maria Luiza Piccoli, filha de Elias Piccoli e de Corina Meneghelli

João Gottardo, filho de Domenico Giuseppe Gottardo e de Avelina Carolina de Jesus

Dia 7

Yolanda Iennaco, filha de Lorenzo Iennaco e de Emma Sparanno

Dia 9

Alfredo Sellani, filho de Sante Sellani e de Ana Bisciaio

Dia 10

Dagmar, filha de Romulo de M Pacheco e de Olga Fialho

José, filho de Pedro José Pacheco e de Dorcelina Amélia de Jesus

Dia 14

Emilia Minelli, filha de Antonino Minelli e de Marina Fontanella

José, filho de Antonio Vargas de Moraes e de Mercedes de Almeida Lacerda

Dia 16

Juracy, filha de Luiz Botelho Falcão e de Ernestina Antunes Barbosa

Dia 18

Mario, filho de Constantino Ribeiro Lima e de Cecilia Antunes Barbosa

Dia 24

Ilda, filha de Ricardo dos Reis Coutinho e de Maria Cândida

Sebastião, filho de Waldemar Tavares Lacerda e de Jovenila Lisboa

Dia 27

Deolinda Maimeri, filha de Luigi Maimeri e de Carolina Rancan

Erundy Carneiro, filha de Juvenal Lúcio de Andrade Carneiro e de Honorina Antunes Vieira

Dia 28

Luiz Lammoglia, filho de Francisco Alves Lammoglia e de Luiza Guersoni

1880: Novo Cemitério em Leopoldina

O atual Cemitério Nossa Senhora do Carmo, em Leopoldina, começou a ser utilizado em agosto de 1880, conforme o Livro de Sepultamentos considerado como número 1 por não terem sido preservados os anteriores, que ficavam a cargo da Igreja. Segundo a notícia do jornal O Leopoldinense, três meses depois a obra ainda não estava totalmente concluída.

Para este campo santo foi trasladado o corpo do povoador Romão Pinheiro Corrêa de Lacerda, falecido em 1872.

Este foi o único caso encontrado de pioneiro de Leopoldina com restos mortais adequadamente preservados. Dos demais, provavelmente sepultados no cemitério que existiu no entorno da Matriz de São Sebastião, não existem registros nem seus ossos foram trasladados.

Leopoldinenses nascidos em outubro de 1912

NASCIMENTO
PAI
MÃE
Florentino
1 Outubro
Teodorico Joaquim Barbosa
Maria da Conceição
Domingos Schettini
6 Outubro
Biaggio Schettini
Maria Rosa Lammoglia
Sebastião
6 Outubro
Francisco Vargas Corrêa Filho
Geralcina de Vargas Neto
Marcos
7 Outubro
Braz Bispo Batista
Rosa Pedroni
Maria Gottardo
8 Outubro
Domenico Giuseppe Gottardo
Avelina Carolina de Jesus
Guilhermina
18 Outubro
Afonso José Nogueira
Adelaide Tavares de Lacerda
Maria de Lourdes
19 Outubro
Antonio José Ferreira
Maria Madalena Noronha
Andrelino
20 Outubro
Satyro José de Moraes
Maria Luiza das Dores
Heraldo
21 Outubro
João dos Reis Coutinho
Amelia de Oliveira Martins
Nadir Gonçalves Neto
22 Outubro
Etelvino Gonçalves Neto
Rita Esméria de Vargas
Altina
25 Outubro
Virgilio de Souza Nogueira
Suzana Narcisa de Jesus
Aurelia
25 Outubro
Adolfo de Freitas
Rosa Gonçalves
José Bastos de Faria Freire
26 Outubro
Durval de Bastos Freire
Antonieta de Faria e Melo
Rafael Meneghetti
28 Outubro
Felice Augusto Meneghetti
Ida de Angelis

Maria Luiza Lisboa: centenário de nascimento

Nasceu em Leopoldina no dia 15 de outubro de 1911, filha de Luiz do Amaral Lisboa e Maria da Conceição Garcia.
Seu pai era filho do açoriano Tomaz Pereira do Amaral Lisboa e de Albina de Souza Werneck. Sua mãe era descendente dos Garcia de Matos e dos Vargas Corrêa, antigos moradores do então Feijão Cru.

Lucilia Figueira da Costa: centenário de nascimento

Nasceu em Leopoldina no dia 8 de setembro de 1911, filha de Tobias Figueira da Costa e Mariana Vargas Corrêa.

Sua mãe era bisneta dos povoadores Antônio Rodrigues Gomes, Francisco de Vargas, João Gonçalves Neto e Manoel Antônio de Almeida.

Maria Aparecida Martins Neto: centenário de nascimento

Nasceu em Leopoldina no dia 4 de setembro de 1911, filha de Evaristo Ferreira Neto e Ambrozina Rodrigues Martins.

Seus pais eram parentes, com vários ancestrais em comum, o que faz com que Maria Aparecida seja descendente dos povoadores Antonio Rodrigues Gomes, Bento Rodrigues Gomes, Felicíssimo Vital de Moraes, Francisco de Vargas Corrêa, Joaquim Antonio Machado, João Gonçalves Neto, Manoel Antônio de Almeida e Manoel Ferreira Brito.