Descendentes de Nicolao Dalto

Atualização da postagem publicada em outubro de 2016 neste endereço.

Primeira geração

  1. Nicolao Dalto, filho de Felice Dalto e Francesca Arvello, nasceu na Itália e faleceu em Leopoldina, MG.

A mais antiga referência sobre a presença deste personagem em Leopoldina é do Almanak Hénault – Annuario Brazileiro Commercial Illustrado (Rio de Janeiro: A. Hénault, 1912-1913) que na página 53 do índice de Minas Gerais o inclui como sendo funileiro na cidade.

Luiz Rosseau Botelho, no livro Dos 8 aos 80 (Belo Horizonte: Vega, 1979. p.216), ao falar sobre o lançamento da pedra fundamental da Casa de Caridade de Leopoldina informa que “Nicolau Dalton a havia preparado para receber as coisas daquele tempo”.  Na página 218 o autor volta a citar Nicolau Dalton como tendo realizado a mesma atividade por ocasião do início das obras do “forum de Leopoldina”, citado como “Fórum Felix Martins” e que é o prédio onde hoje funciona o Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira, na Praça Félix Martins.

O lançamento da “pedra fundamental” de uma edificação é cerimônia de origem celta e marca o início de uma construção. Trata-se de um bloco de pedra que é colocado acima dos pilares de fundação. Ao longo do tempo foi incorporada à tradição o costume de criar uma “cápsula do tempo”, ou seja, uma caixa contendo uma descrição do momento com os nomes das pessoas presentes, um jornal ou moedas da época e outras peças que, no futuro, serviriam para contextualizar aquele período. Para alguns autores, a cápsula do tempo era instalada no canto nordeste da construção.

Segundo fontes orais, o sobrenome seria Dalto e o personagem, italiano. Para alguns descendentes, o original seria Salto, da província italiana de Salerno. Entretanto os sobrenomes Dalto, Dalton ou Salto não foram encontrados em Salerno nem nas outras províncias da região da Campania.

Nicolao casou com Edwiges de Souza Reis, filha de Antonio de Souza Reis e Izabel Soares.

Filhos deste casamento:

+       2   F      i.       Isabel Dalto nasceu cerca de 1900.

3   M    ii.       Adalberto nasceu a 9 Out 1903 em Piacatuba, Leopoldina, MG.

4   M    iii.       Felicio nasceu a 16 Ago 1905 em Piacatuba, Leopoldina, MG.

5   F    iv.       Maria Francisca Dalto nasceu cerca de 1908 em Leopoldina, MG.

Maria casou com Argemiro Carneiro, filho de João Carneiro e Guilhermina de Oliveira,  a 18 Jun 1925 em Leopoldina, MG. Argemiro nasceu cerca de 1904 em Visconde do Rio Branco, MG.

6   M    v.       Felicio Dalto nasceu a 28 Ago 1911 em Leopoldina, MG, e faleceu em 1976 em Anchieta, Rio de Janeiro, RJ.

7   F    vi.       Rosa Dalto nasceu a 12 Jul 1916 em Leopoldina, MG.

8   M   vii.       Antonio Dalto nasceu a 21 Jul 1918 em Leopoldina, MG, e faleceu em Senador Camará, Rio de Janeiro, RJ.

+       9   F   viii.       Brasilina Dalto

Segunda geração (Filhos)

  1. Isabel Dalto (Nicolao 1) nasceu cerca de 1900.

Isabel casou com Biaggio Fiorenzano, filho de Pasquale Fiorenzano e Teresa Schettino,  a 20 Out 1917 em Leopoldina, MG. Biaggio nasceu a 21 Ago 1883 em Maratea, Potenza, Basilicata, Italia.

Agradecemos a colaboração da descendente Isabella Costa que nos forneceu nomes de alguns filhos e netos do casal Isabel-Biaggio Fiorenzano.

Filhos deste casamento:

10   F      i.       Tereza Fiorenzano nasceu a 14 Ago 1918 em Leopoldina, MG.

11   M    ii.       Pasqual Fiorenzano nasceu a 13 Jul 1920 em Leopoldina, MG.

12   M    iii.       Antonio Fiorenzano

13   M   iv.       José Fiorenzano

14   F     v.       Rosa Fiorenzano

+     15   F    vi.       Maria Fiorenzano nasceu a 7 Set 1928 em Leopoldina, MG. Teve uma irmã gêmea de nome Yolanda, falecida com pouca idade.

16   F   vii.       Luiza Fiorenzano

17   M  viii.       Braz Fiorenzano

18   M   ix.       Nicolau Fiorenzano

  1. Brasilina Dalto (Nicolao 1)

Brasilina casou com Antonio Samorè, filho de Alice Antonio.

Filhos deste casamento:

23   F      i.       Maria de Lourdes nasceu a 15 Nov 1918 em Leopoldina, MG.

24   M    ii.       Antonio nasceu a 22 Dez 1919 em Leopoldina, MG.

Terceira geração (Netos)

  1. Maria Fiorenzano (Isabel Dalto 2, Nicolao 1)

Maria casou com Firmino Ferreira da Costa.

Filhos deste casamento:

+     25   F      i.       Izabel Fiorenzano

+     26   M    ii.       Antonio Ferreira da Costa

27   F    iii.       Therezinha Fiorenzano da Costa

Quarta geração (Bisnetos)

  1. Izabel Fiorenzano (Maria Fiorenzano 3, Isabel Dalto 2, Nicolao 1)

Izabel casou com Ernesto Cravo Bento.

Filhos deste casamento:

35   M     i.       Fabio

36   F     ii.       Daniella

37   F    iii.       Clarice

  1. Antonio Ferreira da Costa (Maria Fiorenzano 3, Isabel Dalto 2, Nicolao 1)

Antonio casou com Cecilia Martins dos Santos.

Filhos deste casamento:

38   M     i.       Victor Hugo Santos Costa

39   F     ii.       Isabella Lais Santos Costa

40   M    iii.       Igor Santos Costa

Descendentes de Giovanni Carminati

  1. Giovanni Carminati nasceu entre 1860 e 1861 em Ghisalba, Bergamo, Lombardia, Italia.

Giovanni casou com Angela Pagani. Angela nasceu cerca de 1866 em Ghisalba, Bergamo, Lombardia, Italia.

A família embarcou em Genova e aportou no Rio no dia 3 de abril de 1896, sendo em seguida transferida para a Hospedaria Provincial em Juiz de For a, onde foi registrada no dia 05 de abril. Da hospedaria partiram, no dia 20 de abril de 1896, contratados por Joaquim Pereira de Sá, para trabalharem em sua fazenda de Roça Grande, São João Nepomuceno, MG.

O vapor Colombo, nesta viagem, transportou 1002 passageiros na 3ª classe com destino ao Rio de Janeiro, sendo 904 contratados pelo Governo do Estado de Minas, com despesas pagas pelo Estado. Além dos 98 imigrantes espontâneos, consta do manifesto que outros 385 passageiros destinavam-se ao porto de Santos.

Segundo nota publicada na Gazeta de Leopoldina de abril de 1910, o mestre de cultura da Colônia Agrícola Constança comunicou que os lotes 58 e 59 requeridos por João Carminati só seriam concedidos sob a condição de que um fosse pago à vista e o outro a prazo.

Até 1910 consideramos a grafia do sobrenome como Carminatti, com duplo t. Posteriormente, ao localizarmos alguns registros desta família nos livros do Archivio di Stato de Bergamo, comune Ghisalba, verificamos ser com apenas uma letra t.

O casamento de Giovanni e o nascimento dos filhos mais velhos não foram encontrados em Ghisalba.

Filhos deste casamento:

+       2   F      i.       Maria Dalia Carminati nasceu a 8 Mai 1888 em Ghisalba, Bergamo, Lombardia, Italia, e faleceu em 1970 em São João Nepomuceno, MG.

3   M    ii.       Guglielmo Carminati nasceu cerca de 1890 em Ghisalba, Bergamo, Lombardia, Italia.

+       4   M    iii.       Arturo Carminati nasceu cerca de 1892 em Ghisalba, Bergamo, Lombardia, Italia.

+       5   M   iv.       Luigi Gregorio Carminati nasceu a 2 Jun 1893 em Ghisalba, Bergamo, Lombardia, Italia, e faleceu cerca de 1926.

+       6   M    v.       Pietro Silvio Carminati nasceu a 28 Jun 1895 em Ghisalba, Bergamo, Lombardia, Italia, e faleceu a 29 Dez 1969 em Argirita, MG.

+       7   F    vi.       Maria da Conceição Carminati nasceu depois de 1896 em Brasil.

8   F   vii.       Belmira Carminati nasceu depois de 1896 em Brasil.

9   F   viii.       Assunta Carminati nasceu depois de 1896 em Brasil.

10   F    ix.       Ernestina Carminati

Segunda geração (Filhos)

 

  1. Maria Dalia Carminati (Giovanni 1) também usou o nome Dalva Maria Carminati.

Maria casou com Virgilio Gruppi, filho de Cesare Gruppi e Enrica Bertuzi, a 1 Dez 1908 em Leopoldina, MG. Virgilio nasceu a 24 Jul 1885 em San Petronio, Bologna, Emilia Romagna, Italia, e faleceu a 1 Ago 1961 em São João Nepomuceno, MG.

Filhos deste casamento:

11   M     i.       Genésio Gruppi

12   F     ii.       Hélia Gruppi

13   M    iii.       Hélio Gruppi

14   F    iv.       Ida Gruppi

+     15   M    v.       Onésimo Gruppi

16   M   vi.       Sebastião Gruppi

17   M   vii.       Ivo Gruppi nasceu a 24 Abr 1920 em Piacatuba, Leopoldina, MG, e faleceu a 28 Abr 1967 em São João Nepomuceno, MG.

 

  1. Arturo Carminati (Giovanni 1) casou com Izaura Barros.

Filhos deste casamento:

18   M     i.       Honorio

19   M    ii.       Geraldo

20   F    iii.       Juraci

21   M   iv.       Jurandir

+     22   F     v.       Maria das Dores Carminati

 

  1. Luigi Gregorio Carminati (Giovanni 1) casou com Esmeraldina Lopes, irmã de Maitana Lopes citada a seguir e de Sanclerio Lopes de Faria que se casou com Geralda Vieira com quem teve a filha Maria das Graças de Faria, também citada neste relatório.

Filhos deste casamento:

+     23   M     i.       Gregorio Carminati nasceu a 5 Jul 1925 em Argirita, MG.

24   F     ii.       Maria Augusta Carminati nasceu em 1926.

 

  1. Pietro Silvio Carminati (Giovanni 1) casou com Maitana Lopes, irma de Esmeraldina Lopes acima citada.

Filhos deste casamento:

+     25   M     i.       Giacomo Carminati

26   M    ii.       Guilherme Carminati

+     27   M    iii.       Pedro Carminati

 

  1. Maria da Conceição Carminati (Giovanni 1) casou com José Baqueiro Rodrigues.

Filhos deste casamento:

+     28   M     i.       José Baqueiro Carminati nasceu cerca de 1929 em Argirita, MG, e faleceu a 5 Ago 2012 em Leopoldina, MG.

+     29   M    ii.       João Baqueiro Rodrigues nasceu a 11 Dez 1930 em Leopoldina, MG, e faleceu a 27 Fev 2019 em Leopoldina, MG.

+     30   F    iii.       Maria Baqueiro Evangelista

 

Terceira geração (Netos)

 

  1. Onésimo Gruppi (Maria Dalia Carminati 2, Giovanni 1) foi pai de:

+     31   M     i.       Wandier Gruppi

 

  1. Maria das Dores Carminati (Arturo 2, Giovanni 1) foi mãe de:

32   M     i.       José Fernando Carminatti Zambrotti

 

  1. Gregorio Carminati (Luigi Gregorio 2, Giovanni 1) casou com Maria das Graças de Faria, filha de Sanclerio Lopes de Faria e Geralda Vieira. Sanclerio era irmão de Esmeraldina e Maitana Lopes acima citadas.

Filho/a deste casamento:

33   M     i.       Giovanni Faria Carminati

 

  1. Giacomo Carminati (Pietro Silvio 2, Giovanni 1) teve a seguinte filha:

34   F      i.       Gioconda Carminati

 

  1. Pedro Carminati (Pietro Silvio 2, Giovanni 1) teve a seguinte filha:

35   F      i.       Elisabeth Carminati

 

  1. José Baqueiro Carminati (Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) casou com Amelia Gallito, filha de José Gallito e Regina Colle.

Filhos deste casamento:

+     36   F      i.       Regina Maria Baqueiro

37   F     ii.       Cristiane Baqueiro

38   M    iii.       José Mauro Gallito Baqueiro

 

  1. João Baqueiro Rodrigues (Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) casou com Marina Colle, filha de Angelo Colle e Ana Sangirolami, a 16 Jul 1955 em Leopoldina, MG. Marina nasceu em 1932, e faleceu a 23 Ago 2015 em Leopoldina, MG.

Filhos deste casamento:

39   M     i.       Brenio Colle

+     40   F     ii.       Beatriz Colle Rodrigues

+     41   M    iii.       Belini Colle Rodrigues

+     42   M   iv.       Bazani Aparecido Colle Rodrigues

+     43   M    v.       Bruno Colle Rodrigues

 

  1. Maria Baqueiro Evangelista (Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) teve a filha:

44   F      i.       Maria da Conceição Rodrigues

 

Quarta geração (Bisnetos)

 

  1. Wandier Gruppi (Onésimo Gruppi 3, Maria Dalia Carminati 2, Giovanni 1) teve o seguinte filho:

+     45   M     i.       Wagner Gruppi

 

  1. Regina Maria Baqueiro (José Baqueiro Carminati 3, Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) teve o filho:

46   M     i.       Rodrigo Baqueiro Barroso

 

  1. Beatriz Colle Rodrigues (João Baqueiro Rodrigues 3, Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) teve os seguintes filhos:

+     47   M     i.       Saulo

48   F     ii.       Laura

49   F    iii.       Livia

50   F    iv.       Elisa

 

  1. Belini Colle Rodrigues (João Baqueiro Rodrigues 3, Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) teve os filhos:

51   F      i.       Sarah Rodrigues

52   M    ii.       Fernando Rodrigues

 

  1. Bazani Aparecido Colle Rodrigues (João Baqueiro Rodrigues 3, Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) casou com Claudia Aparecida Vieira Fofano.

Filhos deste casamento:

+     53   F      i.       Karen Fofano Rodrigues

54   M    ii.       Kairon Fofano Rodrigues

 

  1. Bruno Colle Rodrigues (João Baqueiro Rodrigues 3, Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) teve os seguintes filhos:

+     55   F      i.       Bruna Rodrigues

 

56   M    ii.       João Victor Rodrigues

 

Quinta geração (Trinetos)

 

  1. Wagner Gruppi (Wandier Gruppi 4, Onésimo Gruppi 3, Maria Dalia Carminati 2, Giovanni 1) teve o seguinte filho:

57   F      i.       Lorena Gruppi

 

  1. Saulo (Beatriz Colle Rodrigues 4, João Baqueiro Rodrigues 3, Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) teve o seguinte filho:

58   M     i.       José Inácio

 

  1. Karen Fofano Rodrigues (Bazani Aparecido Colle Rodrigues 4, João Baqueiro Rodrigues 3, Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1) teve o filho:

59   M     i.       Miguel

 

  1. Bruna Rodrigues (Bruno Colle Rodrigues 4, João Baqueiro Rodrigues 3, Maria da Conceição Carminati 2, Giovanni 1)teve os seguintes filhos:

60   M     i.       Pedro Augusto

61   F     ii.       Maria Clara

Estudo atualizado em 22 de outubro de 2019.

Descendentes de José Gomes Pardal Júnior

Atualização da genealogia da família Pardal, publicada pela primeira vez em abril de 2009.

Primeira geração
  1. José Gomes Pardal Júnior

José casou com Mariana Tereza de Jesus.

Filhos deste casamento:

+         2   M       i.          Manoel Gomes Pardal

+         3   M      ii.          André Gomes Pardal nasceu cerca de 1855 em Trás os Montes, Portugal,1 e faleceu a 12 Mar 1930 em Porciúncula, RJ.2

Segunda geração (Filhos)
  1. Manoel Gomes Pardal (José Gomes Júnior 1)

Manoel casou com Maria Ilidia de Rezende, filha de José de Rezende Barbosa e Mariana Rita de Jesus.

Filhos deste casamento:

+         4   F        i.          Maria Eliza Gomes nasceu cerca de 1893 em Leopoldina, MG.3

5   M      ii.          Avelino Pardal nasceu a 23 Out 1899 em Leopoldina, MG.4

6   F      iii.          Roza Pardal nasceu a 5 Set 1902 em Leopoldina, MG,5 e faleceu a 6 Dez 1902 em Leopoldina, MG.6

7   F      iv.          Izabel Pardal nasceu a 23 Fev 1906 em Leopoldina, MG.7

8   F       v.          Mariana Pardal nasceu a 5 Ago 1908 em Leopoldina, MG.8

9   M    vi.          Francisco Xavier nasceu a 13 Dez 1910 em Leopoldina, MG,9 e faleceu a 9 Dez 1911 em Leopoldina, MG.10

10   F     vii.          Almerinda Pardal nasceu a 31 Dez 1910 em Leopoldina, MG,11 e faleceu a 3 Ago 1913 em Leopoldina, MG.12

11   F    viii.          Ignacia Pardal

  1. André Gomes Pardal (José Gomes Júnior 1) nasceu cerca de 1855 em Trás os Montes, Portugal,1e faleceu a 12 Mar 1930 em Porciúncula, RJ.2

André casou com Perpétua Maria Pardal, filha de José Gomes da Cruz e Helena Maria. Perpétua nasceu cerca de 1851 em Trás os Montes, Portugal,1 e faleceu em 1929.1

Filhos deste casamento:

12   F        i.          Maria Gomes Pardal nasceu antes de 1892 em Trás os Montes, Portugal.1

+       13   M      ii.          Manoel Gomes Pardal sobrinho nasceu em Porciúncula, RJ,1 e faleceu em Mimoso do Sul, ES.1

14   F      iii.          Perpétua Gomes Pardal

15   M    iv.          Afonso Gomes Pardal nasceu em 1894 em Porciúncula, RJ.1

Terceira geração (Netos)
  1. Maria Eliza Gomes (Manoel Gomes 2, José Gomes Júnior 1) nasceu cerca de 1893 em Leopoldina, MG.3

Maria casou com Frederico Cintra Rodrigues da Costa, filho de Alexandre Herculano Rodrigues da Costa e Francisca Cintra da Costa,  a 7 Jun 1910 em Leopoldina, MG.3 Frederico nasceu cerca de 1889 em Leopoldina, MG.3

Filho/a deste casamento:

16   M       i.          Ubirajara nasceu a 8 Jun 1915 em Leopoldina, MG.13

  1. Manoel Gomes Pardal sobrinho (André Gomes 2, José Gomes Júnior 1) nasceu em Porciúncula, RJ,1e faleceu em Mimoso do Sul, ES.1

Manoel casou com Maria Joana da Silva, filha de Valdevino Cezario da Silva e Raymunda Joana. Maria nasceu a 28 Out 1893.14

Filho/a deste casamento:

17   F        i.          Nair Pardal

 

Citações de fontes
  1. Informações prestadas por Colaboradores, José Luiz Pardal
  2. Informações prestadas por Colaboradores, Luís Salvador Poldi Guimarães.
  3. Arquivo da Diocese de Leopoldina, lv 5 cas fls 91 termo 38.
  4. Arquivo da Diocese de Leopoldina, lv 08 bat fls 46v termo 41.
  5. Arquivo da Diocese de Leopoldina, lv 09 bat fls 93 termo 354.
  6. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Leopoldina, MG, lv 1 1896-1903 fls 39 reg 11652.
  7. Arquivo da Diocese de Leopoldina, lv 11 bat fls 30 termo 109.
  8. Arquivo da Diocese de Leopoldina, lv 12 bat fls 16 termo 245.
  9. Arquivo da Diocese de Leopoldina, lv 13 bat fls 23 termo 27.
  10. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Leopoldina, MG, lv 2 fls 37 plano 3 sep 786.
  11. Arquivo da Diocese de Leopoldina, lv 13 bat fls 90v termo 11.
  12. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Leopoldina, MG, lv 2 fls 53 sep 497.
  13. Arquivo da Diocese de Leopoldina, lv 15 bat fls 90v termo 358.
  14. Informações prestadas por Colaboradores, Daniela Pardal

Documentário ‘Imigrantes Italianos – a trajetória dos colonos que viveram em Leopoldina’.

SINOPSE:

O historiador e genealogista José Luiz Machado Rodrigues (Luja), fala sobre os resultados dos estudos realizados em conjunto com Nilza Cantoni, explicando detalhes sobre a chegada dos imigrantes no Brasil e no município de Leopoldina, onde foi formada a Colônia Agrícola da Constança. Nestes primeiros episódios, o entrevistado relata como ocorreu a imigração, demonstrando a trajetória que os colonos tiveram até chegar em Leopoldina. Também são esclarecidos detalhes de locais onde funcionaram instituições, fazendas, colônias, lotes, entre outros.

FICHA TÉCNICA:

Produção: Jornal Leopoldinense

Pesquisa: Nilza Cantoni e José Luiz Machado Rodrigues

Diretor: Luiz Otávio Meneghite

Filmagem e edição: João Gabriel Baía Meneghite

Revisão: Luciano Baía Meneghite

Publicidade: Sérgio Barbosa França

PATROCÍNIO:

Energisa

ACIL – Associação Comercial de Leopoldina

Hotel Minas Tower

Semar Assessoria Contábil

Colégio Equipe

Fonte Supermercados

APOIO CULTURAL:

Secretaria Municipal de Cultura de Leopoldina

http://www.cantoni.pro.br

AGRADECIMENTOS:

Nilza Cantoni

José Luiz Machado Rodrigues

Júlio Antonio Carraro Mendonça

José Lindionor Rocha

Pedro Augusto Machado Monteiro

Victor Guilherme Pereira Fernandes

Eduardo Mantovani

Luciana Monteiro

Rodrigo Ramos

Luciano Baía Meneghite

Sérgio Barbosa França

Té Bonin

Geraldo Guedes Couto

Alberto Ramos de Oliveira

Jairo Seoldo

Amanda Almeida

Cristiano Fófano

Jeverson Carelli

Welington Bonin Caetano

Aparecida Tigre

Luzia Tigre

Odilon Rodrigues Machado

REPRODUÇÃO DE IMAGENS

BFI – Film Forever

cantoni.pro.br

Museu da Imigração

Memorial do Imigrante

Arquivo Público Mineiro

Instituto Agrônomico de Campinas

Editora Unesp

Coleção Leopoldino Brasil

Jornal Minas Geraes

Jornal O Leopoldinense

Acervo IMS

Acervo Família Levy

Estadão.

Livro “Immigrants on the land”

Instituto Nacional do Cinema Educativo

TRILHAS SONORAS

‘Mérica, Mérica’, de Angelo Giusti Interprete: Jeverson Carelli Bateria: Diego Spilmann Baixo: Giovani Fistarol Violão: Sandro Pedroni Acordeon: Nelcir Carelli

Audio Library do Youtube

Trieste

St Francis

Spanish Rose

Fresh Fallen Snow

Festa do Imigrante Italiano

Em homenagem a centenas de imigrantes italianos que residiram em Leopoldina entre o final do século XIX e início do XX, os festejos do Dia Nacional do Imigrante Italiano se estenderão do dia 21 a 24 de fevereiro de 2019.

Imigrantes Italianos em Leopoldina

Documentário sobre imigrantes italianos será exibido no dia 22 de fevereiro.

A entrada é franca, no entanto, os interessados devem buscar o seu ingresso na ACIL, instituição que organiza a Festa do Imigrante Italiano.

No dia 22 de fevereiro, serão exibidos no Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira os primeiros episódios do documentário sobre a trajetória dos imigrantes italianos que viveram em Leopoldina.

Trata-se de um série documental que será lançada pelo Jornal Leopoldinense, baseada nas pesquisas de Nilza Cantoni e José Luiz Machado Rodrigues, colunistas do periódico onde são publicados artigos sobre o tema há mais de 15 anos.

Devido a capacidade limitada de 80 pessoas por sessão, o filme será exibido em dois horários: às 20:00 e 21:00 horas. A entrada é franca, no entanto, os interessados devem buscar o seu ingresso na Associação Comercial de Leopoldina, instituição que organiza a Festa do Imigrante Italiano.

Sinópse

O historiador e genealogista José Luiz Machado Rodrigues (Luja), fala sobre os resultados dos estudos realizados em conjunto com Nilza Cantoni, explicando detalhes sobre a chegada dos imigrantes no Brasil e no município de Leopoldina, onde foi formada a Colônia Agrícola da Constança.

Nestes primeiros episódios, o entrevistado relata como ocorreu a imigração, demonstrando a trajetória que os colonos tiveram até chegar em Leopoldina. Também são esclarecidos detalhes de locais onde funcionaram instituições, fazendas, colônias, lotes, entre outros.

Mais episódios poderão serão produzidos

O objetivo é produzir mais episódios sobre o tema, devido a extensão da pesquisa. Segundo João Gabriel Baía Meneghite, produtor do documentário, existe um vasto referencial bibliográfico de autoria dos pesquisadores Nilza e José Luiz, que poderão ser transformados em novos episódios.

“Além disso, estamos mantendo contato com algumas famílias para ouvi-las e registrar as histórias de seus antepassados. Num primeiro momento, percebi que grande parte desconhece essas histórias e curiosidades dos seus avós e bisavós. Outros, porém, guardam na memória casos e costumes que podem enriquecer os próximos episódios do documentário. A Festa do Imigrante Italiano vai nos possibilitar estreitar contatos para as próximas entrevistas”, explicou.