Colonos empossados no dia 11 de janeiro

Em 1911, no dia 11 de janeiro, 5 colonos tomaram posse de lotes da Colônia Agrícola da Constança:

Modesto Pumpemayer, lote 15

Eugenio Travain, lote 24

Leopoldo Abolis, lote 28

Giovanni Ottavio Anzolin, lote 55

Basilio Anzolin, lote 57


De volta aos Anzolin

O sobrenome #Anzolin motivou diversas consultas, razão pela qual apresentamos um resumo do histórico desta família.

Secondiano Anzolin nasceu por volta de 1845 na Itália e chegou a Santos, SP, aos 21 de janeiro de 1901, segundo para Piracicaba, SP.

Mas na zona da mata mineira já viviam as famílias de Giacomo e Giuseppe Anzolin, ambos imigrados em 1894, vivendo em São João Nepomuceno e Rio Novo respectivamente.

Secondiano era casado com a italiana Maria Amadio com quem teve, pelo menos, os seguintes filhos:

1 – Giovanni Ottavio Anzolin.

2 – Basilio Anzolin.

3 – Elisabetta Anzolin nascida por volta de 1885.

4 – Osvaldo Antonio Anzolin nascido por volta de 1887, radicou-se em Brotas, SP, onde deixou descendentes.

5 – Stela Anzolin nascida por volta de 1892.


Alguns filhos de Secondiano e Maria voltaram à Itália logo após a primeira viagem ao Brasil. Este é o caso de Giovanni Ottavio Anzolin, nascido aos 23 de março de 1878 em Portogruaro, Venezia, Veneto, Italia. Em 1910 Giovanni residia em território austríaco onde obteve passaporte no mês de março, chegando ao Rio no dia 4 de novembro daquele ano.

No dia 11 de janeiro de 1911 Giovanni Ottavio Anzolin instalou-se na Colônia Agrícola da Constança, lote 55.

Giovanni casou-se com Rosa Pasianot, filha de Antonino Pasianot e Mariana Corali, em 26 dezembro 1899 em Cinto Caomaggiore, Portogruaro, Venezia, Veneto, Italia. Rosa nasceu cerca de 1879 em Pravisdomini, Pordenone, Friuli-Venezia Giulia, Italia.

Giovanni e Rosa tiveram os seguintes filhos:

a) Maria Anzolin nasceu em 1904 em Pramaggiore, Venezia, Veneto, Italia. Casou-se com João Batista Gallito, filho de Giovanni Gallito e Elisa Borella, em 26 julho 1922 em Leopoldina, MG. João nasceu aos 30 de agosto de 1896 em Leopoldina, MG.

b) Antonia Anzolin nasceu em 1906 em Pramaggiore, Venezia, Veneto, Italia. Casou-se com Balthazar Gallito, filho de Giovanni Gallito e Elisa Borella, em 16 maio 1923 em Leopoldina, MG. Balthazar nasceu em 1901 em Leopoldina, MG.

c) Otavio Anzolin nasceu em 1902 em Pramaggiore, Venezia, Veneto, Italia. Casou-se com Cecília Mariana Gallito, filha de Giovanni Gallito e Elisa Borella, em 16 maio 1923 em Leopoldina, MG. Cecília nasceu em 16 março 1905 em Leopoldina, MG.

d) Costantino João Anzolin nasceu no dia 20 de agosto de 1914 em Leopoldina, MG.

e) Eleonor Veronica Anzolin nasceu em 9 fevereiro 1917 em Leopoldina, MG.

f) Genoveva Anzolin.

g) Geraldo Anzolin.

O segundo filho de Secondiano Anzolin e Maria Amadio foi Basilio Anzolin, nascido aos 3 de junho de 1881 em Portogruaro, Venezia, Veneto, Italia. No dia 11 de janeiro de 1911 Basílio instalou-se no lote 57 da Colônia Agrícola da Constança.

Basilio era casado com Antonia Ramanzi, filha de Luigi Ramanzi. Antonia nasceu por volta de 1884 na Itália e faleceu aos 22 de março de 1919 em Leopoldina, MG.

Basilio e Antonia tiveram os seguintes filhos:

a) Maria Anzolin nasceu em abril 1912 em Leopoldina, MG onde faleceu a 11 abril 1912.

b) Antonio Anzolin nasceu  em 12 maio 1913.

c) José Luiz Anzolin nasceu  em 26 julho 1915.

d) Maria Luiza Anzolin nasceu em 21 dezembro 1916 em Leopoldina, MG. Casou-se com Abilio Moroni.

Basilio casou-se a segunda vez com Luiza Gallito, filha de Giovanni Gallito e Elisa Borella, em 4 julho 1921 em Leopoldina, MG. Luiza nasceu em aos 23 de agosto de 1892 em Leopoldina, MG.

Basilio e Luiza tiveram os seguintes filhos:

e) Germano Lucas Anzolin nasceu por volta de 1922.

f) Carolina Regina Anzolin nasceu por volta de 1924. Casou-se com Antenor Maria de Oliveira.

g) Maria Santina Anzolin nasceu por volta de 1927.

h) Faustino Secondiano Anzolin nasceu por volta de 1930.

i) Donatila Julieta Anzolin.

j) Carmita Isabel Anzolin que se casou com Custódio Ávila de Oliveira.

Giovanni e Basilio Anzolin

Parece-nos haver um engano entre os descendentes dos Anzolin. Recebemos pedido para publicar os nomes dos pais de Giovanni Basilio e da mulher Luiza quando, segundo o que pudemos apurar, na Colônia Agrícola da Constança residiram os irmãos Giovanni Ottavio Anzolin e Basilio Anzolin. Conforme se vê abaixo, o primeiro foi casado com Rosa Pasianot e Basilio Anzolin foi casado duas vezes, a primeira com Antonia Ramanzi e a segunda com Luiza Gallito.


Emigração Temporária

Leoni Carpi, em Dell’Emigrazione Italiani all’Estero, publicado em 1871, apresenta dados semelhantes aos encontrados na obra de Franchetti e Sonnino, no que diz respeito à cultura de emigrar como um fenômeno que fazia parte da vida do italiano desde tempos remotos. Considerando que Carpi incluiu informações sobre as províncias do norte, enquanto Franchetti e Sonnino trataram da Sicilia, a similitude de informações respalda conclusões extraídas das entrevistas com descendentes de imigrantes italianos que viveram em Leopoldina. Trata-se de considerar que os nossos colonos viviam numa sociedade em que as fronteiras nacionais não impediam deslocamentos frequentes para trabalhar na colheita ou em obras públicas dos países vizinhos.

A emigração temporária era assimilada pelos trabalhadores como um fato natural, permitindo que eles formassem uma boa poupança que garantia o sustento de suas famílias, com as quais geralmente conviviam quase que somente durante o inverno. Entre outros números, os autores citados mencionam os cerca de 10.000 indivíduos da província de Belluno e os 2.000 de Bergamo que passaram a temporada de 1872 longe de suas famílias. Quase todos os autores que consultamos utilizam as antigas obras sobre o assunto para afirmar que a emigração temporária sempre foi considerada uma fonte de riqueza para o Estado italiano.

Sendo assim, não nos surpreende que descendentes das famílias Anzolin, Casadio, Conti, Gottardo, Guersoni, Marchesini, Minelli, Rancan, Tazzari e Zamagna tenham mencionado as temporadas de seus antepassados em outros países. Em algumas delas, parece que o fato dos arregimentadores exigirem que trouxessem a família para o Brasil não foi percebido como contratação do “pacote completo”, ou seja, que filhos e esposa aumentavam a força de trabalho disponível e seriam submetidos ao mesmo regime dos chefes de família. Por outro lado, a Itália negociou a vinda de seus habitantes no mesmo modelo praticado já de longa data, qual seja a de formação de colônias italianas no exterior.

Os proprietários dos lotes da Colônia Agrícola da Constança

No momento em que os moradores de Leopoldina se movimentam para comemorar o Centenário da Colônia Agrícola da Constança, estamos recebendo diversas consultas sobre os proprietários dos lotes.

Sabemos que a área de 17.437.500,00 metros quadrados foi inicialmente dividida em 60 lotes, com cerca de 25 hectares cada um, além de um logradouro público. Posteriormente alguns lotes foram redivididos, atingindo um total de 72 unidades produtivas. Conseguimos identificar os proprietários de 64 lotes, sendo que em alguns casos encontramos também o nome do segundo comprador.

A relação a seguir foi organizada pelo número dos lotes que, quando repetidos, indicam os nomes dos primeiro e do segundo proprietários.

Lote Colono
1 Paula, João Baptista de Almeida
2 Passos, Manoel José dos
2 Pardal, Manoel Gomes
3 Macedo, Francisco Carneiro de
4 Lomba, Jesus Salvador
5 Lorenzi, Demetrio de
5 Meccariello, Carlo
6 Campagna, Felice Antonio
7 Carraro, Victorio
8 Fofano, Paschoal Domenico
9 Meneghetti, Felice
10 Santos, Augusto
11 Balbini, Pietro
12 Colle, Francesco
13 Pittano, Giuseppe
14 Sampieri Giovanni
15 Pumpemayer, Modesto
16 Montes, Auriel de Rezende
17 Reiff Júnior,Francisco Antonio
18 Silva, Jeronymo José da
19 Carvalho, João Pacheco de
20 Marcatto, Luigi
21 Bucciol, Angelo
21 Abolis, Francesco
22 Raipp, João Simão
22 Rodrigues, Antonio Augusto
23 Bonini, Fortunato
24 Travain, Eugenio
25 Meneghetti, Viúva de Luiz
26 Gottardo, Giovanni Baptista
27 Fofano, Carlo Batista
28 Abolis, Leopoldo
28 Montagna, Antonio
29 Boller, Giovanni
30 Mihe, Henrique
30 Lupatini, Giovanni
31 Krause, Herman
31 Boller, Luigi
32 Troche, Bruno
32 Boller, Giuseppe
33 Zessin, Fritz
34 Stefani, Eugenio
35 Casadio, Giuseppe
36 Ferreira, Francisco Dias
37 Cartacho, Manoel da Cruz
38 Secanelli, Angelo
39 Lupatini, Giovanni
40 Costa, José Manoel da
41 Mesquita, Augusto
42 Ferrari, Paschoal
44 Schaden, Franz
44 Rottemberg, Rudolf
45 Schill, August
45 Fischer, Gustav
46 Ketterer, Franz
47 Figueiredo, Julio Teixeira
48 Negedlo, Franz
48 Klaiber, João Jorge
49 Zessin, Wilhelm
50 Krauger, August
50 Beatrici, Pietro
51 Lang, Ernest
52 Hensul, Mathias
53 Thier, Karl
53 Beatrici, Felicio
54 Richter, Hermann
55 Anzolin, Giovanni Ottavio
56 Giuliani, Candido
57 Anzolin, Basilio
58 Carminatti, João
59 Carminatti, João
59 Pedroni, Angelo
60 Sellani, Sante
61 Brando, Braz
62 Carvalho, Pedro Pacheco de
63 Pardal, Manoel Gomes
64 Pardal, Manoel Gomes
66 Rodrigues, Antonio Augusto