1883: óbito de Maria do Carmo Monteiro de Barros

Segundo o Livro de Sepultamentos do Cemitério Público de Leopoldina relativo ao período  1880-1887, folhas 11, foi enterrada na sepultura 322, tendo falecido no dia 5 de janeiro de 1883, a senhora Maria do Carmo Monteiro de Barros.

Com seu marido João Ferreira da Silva, formou a Fazenda Desengano em terras que fizeram parte de sesmaria doada aos irmãos Fernando Afonso e Jerônimo Pinheiro Corrêa de Lacerda.

No jornal O Leopoldinense de 21 de janeiro de 1883 encontramos o obituário da Maria do Carmo filha ilegitima de Manoel José Monteiro de Barros (filho), como se vê na imagem abaixo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Share on Tumblr

7 thoughts on “1883: óbito de Maria do Carmo Monteiro de Barros

  1. cantoni Autor do post

    Olá Maria Ligia: fico feliz em saber que gostou do que leu. Como são muitas Carlotas na família, conte-me de qual delas vc descende.

  2. Carlos Ferreira de Castro Monteiro

    Gostaria de saber mais informações sobre minha trisavó Maria do Carmo Monteiro de Barros e, também, sobre o Sr. Antônio José Monteiro de Barros e a Fazenda Paraíso.

  3. cantoni Autor do post

    Olá Carlos: existem homônimos dos personagens indicados. Precisamos de informações complementares para saber quem você procura.

  4. Carlos Ferreira de Castro Monteiro

    O que sei é: Maria do Carmo Monteiro de Barros foi filha de Manoel José Monteiro de Barros com Ana Joaquina de São José. Maria do Carmo Monteiro de Barros foi casada com João Ferreira da Silva. O casamento foi por volta de 1825. Eles moraram na Fazenda Desengano. Um dos filhos deste casamento, foi João Ferreira Monteiro da Silva, que nasceu em 1843 na Fazenda Desengano.

    Eu gostaria, se for possível, saber mais informações sobre João Ferreira da Silva, marido de Maria do Carmo Monteiro de Barros.

    João Ferreira Monteiro da Silva, casou-se, em 1ª núpcias, com Anna Lobo Leite Pereira, não tenho notícias se tiveram filhos ou não.
    João Ferreira Monteiro da Silva, casou-ser, em 2ª núpcias, com Eliza Josephina Augusta de Castro, com quem tiveram 3 filhos: Elza Ferreira de Castro, Maria da Conceição Ferreira de Castro Monteiro e Achiles Ferreira de Castro Monteiro.
    Achiles Ferreira de Castro Monteiro casou-se com Evangelina de Castro Rezende, que nasceu na Fazenda Paraíso.

    Então gostaria de saber sobre Antônio José Monteiro de Barros, pois ele deve ser um ancestral de Evangelina de Castro Rezende.

    Eu sou neto de Achiles Ferreira de Castro Monteiro e de Evangelina de Castro Rezende. Sei que meus avós eram primos.

  5. cantoni Autor do post

    Olá Carlos: não conseguimos encontrar o batismo de Maria do Carmo e informações orais dão conta de que ela era filha ilegítima do Visconde de Congonhas do Campo, Lucas Antonio Monteiro de Barros, irmão de Manoel José Monteiro de Barros. Também não encontramos o casamento de Maria do Carmo com João Ferreira da Silva nem batismos dos filhos.
    Sobre Antonio José Monteiro de Barros, sabemos apenas que ele foi o usuário da sesmaria doada ao irmão dele, José Maria, e que mais tarde fez algumas trocas e adquiriu a área onde foi formada a Fazenda Paraíso que não mais lhe pertencia no final da década de 1850. Temos notícia de dois filhos dele: José Augusto cc Gertrudes Soriano e com Rita Vidal Leite Ribeiro; e Maria da Conceição cc João Vidal Leite Ribeiro. Não temos informações sobre casamento de Achiles Ferreira de Castro Monteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.