Diálogos sobre migrações e deslocamento

O Comites, Comitato degli Italiani all’Estero, em parceria com o Istituto Biaggi – Istituto, Psicoterapia, Psicanalisi, Cultura e Arte Brasil – Itália, convidam para o bate-papo que acontece nesta quinta

– 27 de Outubro – 19:30

– Cultura, identidade e integração:

Viver o contemporâneo e resgatar as próprias origens genealógicas;

Local: Cafeteria “Intelligenza”, na Rua Paraíba 966 – Savassi – BH – Tel: (31) 2225-1311.

Convidados:

– Mario Geraldo Fonseca (Pós-Doutor em Literatura Comparada, Coordenador do Projeto Criatividade e Saberes, Membro do coletivo Partilha de Artistas, que trabalham na promoção de saraus e performances) .

 – Stanley Savoretti (Bacharel em Direito pela Universidade FUMEC. Sócio efetivo do Colégio Brasileiro de Genealogia; da Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia – ASBRAP e do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais).

Quem migra deve enfrentar paradoxos: é preciso ser contemporâneo para manter sua identidade em trânsito. Segundo o filósofo italiano, Giorgio Agamben, para ser contemporâneo devemos manter fixo o olhar no nosso tempo, para nele perceber não as luzes, mas o escuro. Não é o tempo presente, é uma categoria vazia de tempo e espaço. É uma atitude de coragem, um partilhar sem objeto; e o “COM” é a base do relacionamento. Entrar no espaço do con-senso, do con-sentir, do con-partilhar.

Mas para manter a integridade da própria identidade é fundamental conhecer seu passado e sua origens; entender seu papel e o devido espaço ocupado, dando assim o devido sentido ao existir, como peça fundamental para a reconstrução da própria história familiar, o levantamento sistemático dos antepassados ou descendentes, suas histórias e seus relacionamentos interfamiliares. 

PROJETO

Na busca de um contato cada vez maior com o público interessado sobre o tema das migrações, o COMITES – Comitê dos Italianos no Exterior de Minas Gerais, em parceria com o Istituto Biaggi – Psicoterapia, Psicanalisi, Cultura e Arte Brasil-Itália,propõe a realização de um evento mensal em um espaço aberto ao público. Trata-se da ampliação de um projeto chamado Socrates Migrante, que já é realizado há anos, primeiro apenas em Belo Horizonte e atualmente também em São Paulo, para debater temáticas sobre as Migrações, com o intuito de deixar sempre os presentes interagirem e participarem com colocações, curiosidades, dúvidas e perguntas.

A ideia remete aos diálogos de Sócrates, que costumava iniciar uma discussão sobre algo com uma pergunta. Ele aguardava e aceitava as opiniões de seu interlocutor. Em seguida, por meio de perguntas e respostas, mostrava o contraditório ou o absurdo das opiniões originais, levando o interlocutor a reconhecer seu desconhecimento sobre o assunto. Com ironia levava o indivíduo à convicção do erro. Depois, continuando o diálogo, e partindo da opinião primitiva do interlocutor, construía em conjunto com o interlocutor o conhecimento daquilo que estava sendo discutido. Eis o que ele chamou de maiêutica – a arte de fazer nascer as ideias. O conhecimento do tema, a “verdade” como ele dizia, nasce da discussão, e não de uma “verdade” anterior afirmada.

Em cada encontro será discutido um Tema ligado às migrações. Após uma primeira breve apresentação do tema, o objetivo será envolver o público em busca de opiniões e sensações pessoais, despertando a consciência da prevenção e do cuidado com a saúde mental, que geralmente envolve o processo de migração. A proposta utiliza temas ligados à arte e à cultura, como ferramentas históricas para a compreensão do pensar reflexivo. Assim, os temas da psicologia e da psicanálise aplicados ao fenômeno contemporâneo das migrações e dos deslocamentos, ficam mais acessíveis, tratados na expressão do seu cotidiano, através de uma forma mais leve e prazerosa de interação com o público.

Em especial a etno-psicanálise é um dispositivo de cuidados que integra a dimensão psíquica e cultural, propondo levar em conta as experiências ligadas aos processos e / imigratórios num cenário híbrido. Bernardette Biaggi como etno-psicanalista e membro cooptado do COMITES, propõe disponibilizar instrumentos de leitura a integração dessas dimensões, favorecendo a narratividade dos percursos migratórios, através de encontros temáticos.

PROGRAMA:

Em cada encontro (Toda a última quinta-feira do mês) estarão presentes alguns convidados especiais (do mundo cultural ou das artes, formadores de opinião ou que tem vivência no tema) que irão dar seu testemunho para estimular o público a interagir de maneira ainda mais pessoal.

As datas são as noites da última quinta-feira do mês, ou sábado a tarde.

– 29 de Setembro;

– 27 de Outubro;

– 24 de Novembro;

Duração: 2:00 horas – (de 19:30 as 21:30 hrs)

LOCAL:

Cafeteria Intelligenza: Rua Paraíba 966 – Savassi – BH – Tel: (31) 2225-1311

Com Cafés especiais, conforto e experiências diversas, o espaço conta com um ambiente moderno e aconchegante, sendo ótimo para um bate papo ou para ler um livro. Ideal para um Happy Hour com os amigos, o Intelligenza também oferece cervejas e drinks variados. – Cartela individual – Cardápio com Sugestão do Dia

Próximo evento:

Dia 24 de Novembro

Convidados:

– Nella Cerino (Gastrônoma formada na UNISG – Universidade dos Estudos de Ciências Gastronômicas, fundada pelo movimento Slow Food. Consultora da Allegro Vivace Vinhos e professora de Vinhos Italianos pela ABS – Associacão Brasileira de Sommelier Minas Gerais. Idealizadora do Projeto Vinhas Gerais e responsável pela sua divulgação internacional, ministra palestras e workshop relacionados com o Movimento Slow food e o desenvolvimento da produção enológica e gastronomica  locais. É guardiã do 16º Objetivo de Sustentabilidade Paz e Justiça da Agenda 2030 ONU pela Frente da Gastronomia Mineira,).

 – Memo Biadi (Propritário e Chef do Restaurante Dona Derna, o mais antigo restaurante Italiano de Belo Horizonte fundado em 1960).

Quando a interação entre saber, sabores e práticas alimentares se concretiza por efeito do processo migratório, surgem novas dinâmicas culturais e transformações de modelos alimentares.

É preciso adequar as receitas e o paladar aos novos ingredientes, fazer adaptações, para encontrar uma nova harmonia, enquanto vão se realizando as necessárias transformações identitárias em consequência das vivencias psíquicas induzidas pela imigração.

O comer, ato rotineiro, permite abrir espaços para novas experiências e provar algo diferente. Ao mesmo tempo a reprodução de alguns pratos representa a tentativa de dar continuidade ao imaginário da terra natal.

Surgem assim fios que se comunicam entre o “eu” e o novo mundo, com vários significados e interpretações, despertando também novos sentidos para o comer e a relação com o local. A comida de imigrantes é relacional, e a identidade demarca pertencimentos; é um instrumento de adaptação, uma forma de lidar com a experiência do deslocamento.

Muitas vezes este processo de aculturação ocorre de maneira tão intensa que pode gerar uma identificação coletiva com os novos sabores e a assimilação de modelos e hábitos dos imigrantes na gastronomia local.

 DESCRIÇÃO DOS PROPONENTES:

 COMITES MG – Comitê dos Italianos no Exterior

O COMITES um órgão de representação dos italianos no exterior, nas relações com as representações diplomático-consulares e junto as autoridades e instituições locais. No interesse da coletividade italiana, contribui para a identificação das exigências de desenvolvimento social, cultural e civil da sua comunidade e promove todas aquelas iniciativas consideradas oportunas em matéria de vida social e cultural, formação profissional, setor recreativo e tempo livre. Tem como objetivo favorecer a integração dos cidadãos italianos na sociedade local e manter as ligações com a realidade política e cultural italiana, assim como promover a difusão da historia, da tradição e da língua italiana.

Em especial na circunscrição de MG o COMITES atua de maneira ampla, através de seus 12 membros e 4 cooptados, espalhados em várias localidades do território mineiro. Realiza eventos para valorização da cultura e das próprias raízes e apoia iniciativas da comunidade neste sentido.

ISTITUTO BIAGGI – Psicoterapia – Psicoanalisi – Cultura e Arte Brasil – Italia

O ISTITUTO BIAGGI é uma instituição especializada no desenvolvimento humano, desde a CLÍNICA PSICOLÓGICA e a CLÍNICA INTERCULTURAL BILINGUE, até o compromisso da educação em saúde mental dentro dos princípios psicoprofiláticos. Surge com a experiência de mais de duas décadas de prestações de serviços no âmbito clínico psicológico e de estudos nas áreas de Psicologia e Psicanálise. Em especial vem trabalhando a etno-psicanalisi, em parceria com a universidade de Pavia com o objetivo de aliviar o desconforto e as patologias psicológicas enfrentadas durante o processo migratório.  O imigrante leva na bagagem símbolos que o remetem a sua origem, embora ocorra uma perda deste universo conhecido, desde as respostas mais automáticas, até os valores sutilmente aprendidos. O contato com as particularidades culturais, o sentimento de não pertencimento, a falta de referência da rua, a perda do contato com os sabores, os aromas, as cores habituais, que se modificam com o clima, a geografia etc., somados à obrigatoriedade de corresponder a status e papéis identificados, constituem um desafio merecedor de especial atenção, na medida em que esta constituição se dará sem os gestos, códigos e expressões familiares. Põe-se em jogo a capacidade do imigrante de desenvolver o sentimento de pertencimento, encontrando outras realidades, além daquela acessível à que tem estruturada. Este desenraizamento da cultura de origem não pode significar o reencontro do prazer somente em comunidades fechadas ou no sonho com o retorno onde se possa desfrutar do investimento realizado. Isto acarretaria um dano no senso de viver, levando o imigrante a afastar-se do presente, algemando-se ao passado ou postergando o prazer do projeto futuro. Para contemplar esses aspectos, é que o Istituto Biaggi disponibiliza, além da prestação de serviços psicológicos e de orientação, cursos, palestras e eventos facilitadores do convívio sociocultural entre o Brasil e a Itália.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s