Ser Noivo, poema de Dilermando Cruz

Em março de 1899 o compositor de tipos da Gazeta de Leopoldina, Ricardo José de Oliveira Martins, acabara de ajustar casamento com Nelsionila Pinheiro, cujas núpcias vieram a realizar-se no dia 18 de novembro do mesmo ano.

Seu amigo e colega de trabalho, Dilermando Cruz, dedicou-lhe o poema abaixo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s