Lendas Familiares e Ideologia

Entre as informações recorrentes nas entrevistas com descendentes de imigrantes, algumas poderiam ser reunidas numa categoria denominada Lendas Familiares. Sabe-se que a transmissão oral e permanente de lendas está na base da tradição capaz de formar uma ideologia. Por este caminho é que tentamos compreender algumas falas. 

Sabe-se que a História é construída de visões e perspectivas diversas. Cada um de nós recorre a uma série de informações para concluir sobre um fato. Em geral as conclusões estão sempre abertas a revisões que surjam a partir de novas informações. E assim tem sido no estudo da imigração em Leopoldina.

Reunindo-se estes dois pressupostos, e imaginando uma classificação dos temas das entrevistas, as Lendas Familiares de maior incidência podem ser reflexo de uma ideologia sobre a imigração entre as famílias que se transferiram para o Brasil. Pensando especificamente nos italianos, em que acreditavam quando se dispuseram a deixar seu país?

Para além de diversas outras posições, há um tipo de Lenda que interessa neste momento: a “certeza” de que a temporada no Brasil seria curta e voltariam à Itália com dinheiro suficiente para se estabelecerem como proprietários e não mais como empregados em latifúndios.

Há quem afirme que os candidatos a emigrar eram facilmente convencidos pela propaganda. Entretanto, alguns autores demonstram que a propaganda só surtiu efeito porque a cultura da emigração estava já presente no imaginário do italiano mais pobre. Tanto que, segundo um relatório de Geffcken, datado de 1889, desde a Unificação o italiano acreditava que sair de seu país era a solução para si e para a pátria que o receberia de braços abertos quando tivesse acumulado capitais trabalhando em terra estrangeira.

6 opiniões sobre “Lendas Familiares e Ideologia”

  1. Sou descendente de italianos e nunca havia encontrado matérias tão esclarecedoras sobre a imigração.Estou começando a entender melhor o que ocorreu com minha família,embora a única notícia que tinha era que meu bisavô retornou ao Brasil,fugindo com a família já que minha bisavó era judia e pelo que sabíamos ele veio sózinho,apenas com mulher e filhos,mas tenho encontrado outros,pela internet, com mesmo sobrenome,Foffano,só que de outras regiões do Brasil.Se puderem fazer a ligação destas famílias ficaria muito agradecida.Rita de Cássia Foffano de Toledo Zague

    Gostar

  2. Obrigada, Angeline. Esperamos continuar merecendo sua atenção para este nosso trabalho de resgate da memória da imigração em Leopoldina.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s