Imigrantes em Recreio

Temos recebido muitas consultas sobre imigrantes que viveram em Recreio, provavelmente em função do projeto que desenvolvemos para recuperar a história da imigração em Leopoldina.
Na época da Grande Imigração, ou seja, entre 1880 e 1900, o território do atual município de Recreio estava subordinado a Leopoldina. Para recordar: o mais antigo distrito, anterior mesmo a Recreio, é Conceição da Boa Vista, criado em 1851. Em 1854, com a autonomia administrativa do antigo Feijão Cru com o nome de Leopoldina, Conceição da Boa Vista passou a subordinar-se a este município. A instalação do distrito de Recreio em 1890 não modificou o vínculo de Conceição da Boa Vista, o que só veio a acontecer em 1938, com a elevação de Recreio a município.
Como estamos falando de período anterior a 1930, quando foram modificadas as normas para registro civil em atraso, pesquisas sobre os imigrantes devem ser realizadas prioritariamente nos livros paroquiais. Por esta razão é importante lembrar que a Capela Menino Deus, atual Matriz de Recreio, foi criada como filial da então Freguesia de Conceição da Boa Vista. O mesmo ocorreu com a criação da capela no antigo distrito de São Joaquim, hoje Angaturama. Ou seja: os registros paroquiais eram realizados nos livros da então Matriz de Conceição da Boa Vista, que atualmente se encontram na secretaria paroquial da Matriz do Menino Deus, em Recreio.
Para os leitores que quiserem pesquisar sobre seus antepassados imigrantes, indicamos os livros paroquiais de Conceição da Boa Vista, hoje sob a guarda da Matriz do Menino Deus, em Recreio.
Já para os registros civis, lembramos que todos os distritos de Leopoldina criados antes de 1889 contavam com Cartório de Notas. Em fevereiro de 1889 foram instalados os Cartórios de Registro Civil, muitos deles simplesmente sucedendo os de Notas. Os documentos anteriores à instalação deveriam ter sido transferidos, naquela data, para o Arquivo da Câmara Municipal de Leopoldina. Entretanto, sabemos que em alguns casos não foi o que aconteceu. Donde será necessária uma busca mais detalhada, consultando as próprias unidades de Registro Civil.
Lembramos ainda que, de modo geral, os imigrantes buscavam a regularização de nascimentos e casamentos junto à Igreja e poucos fizeram o registro civil. Em nossas pesquisas, não foram raros os casos em que encontramos registro de nascimento incompatível com o batismo, bem como casamento civil diferente do religioso. Dois exemplos clássicos: data de batismo anterior à data de nascimento no registro civil; data de casamento civil posterior em muitos anos à do casamento religioso.

137 opiniões sobre “Imigrantes em Recreio”

  1. Olá Nilza,
    Gostei muito da postagem e estou muito contente em ter encontrado este site.
    Estou desbravando parte da história de minha família, que remete a Recreio-MG.

    Sou de São Paulo-SP, mas meu bisavô é natural de Recreio. Por algum motivo, saiu de lá e foi parar em Pirangi-SP, onde se casou com uma espanhola e teve meu avô e seus irmãos.

    Por sorte, encontrei um extrato de seu casamento do livro de matrimonios de Pirangi, e por incrível que pareça está muito mais completo do que a própria certidão. Com esse extrato, consegui desvendar os seguintes dados:

    Nome: JOÃO BAPTISTA DE CARVALHO;
    Natural de: Recreio Leopoldina (como consta no extrato);
    Nascimento: 29/01/1890 (na certidão de casamento) e ??/??/1888 (no extrato do livro de casamentos, pois diz que tinha 32 anos em 1920);
    Nome do pai: JOSÉ BAPTISTA DE CARVALHO – português (não sei a procedência);
    Nome da mãe: MARIA JOSÉ DA CONCEIÇÃO – brasileira (provavelmente dos arredores de Recreio-MG, até penso que pode ter sido batizada em Conceição da Boa Vista por conta do último nome, que nem sempre aparece em todos os documentos).

    Gostaria muito de saber sobre os pais de João, mas já procurei em vários lugares e não obtive sucesso. No FamilySearch também não há nada de Recreio e aqui no site vasculhei todas as listas de casamentos, mas também não encontrei nada.

    Até tentei ligar para o cartório de Recreio, mas toca, toca, toca e ninguém atende. Estou ligando para (32) 3444-2031.

    Por gentileza, você poderia me ajudar com esta busca? Qualquer pista já é de grande ajuda!

    Obrigado.

    Juan

    Gostar

    1. Obrigada pela visita, Juan Carvalho.
      O registro no livro é sempre mais completo do que a certidão que é uma espécie de resumo, só com os pontos principais. A não ser que você peça uma certidão de inteiro teor.
      Infelizmente eu não tenho os batismos da época do nascimento de seu bisavô. Será necessário pedir diretamente. Para a época, o registro civil não é a fonte mais confiável. O ideal é solicitar o Atestado de Batismo na paróquia.
      Também não tenho referência aos pais de seu bisavô. E o fato da bisavó usar um nome de devoção a título de sobrenome não necessariamente é uma referência ao lugar onde teria nascido.
      Os livros paroquiais e civis de Recreio não foram microfilmados e, portanto, não estão disponíveis em repositórios on line. A alternativa é mesmo pedir buscas por telefone. Mas atualmente está difícil conseguir contato por conta da pandemia.

      Gostar

  2. Bom dia Nilza

    Procuro informações sobre a firma Gustavo & Frambach (ferraria), atuando pelo menos de 1896 a 1899, em Recreio, na Ruas Teixeira da Silva ou Coronel Francisco Netto.

    Seus sócios eram Carlos Augusto Frambach e Gustavo (???).

    Você teria alguma informação sobre essa firma e seus sócios (principalmente quem seria esse Gustavo)?

    Seguem links de referência:

    http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=364568_08&pesq=franback&pasta=ano%20189&pagfis=20266

    http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=873675&Pesq=framback&pagfis=128

    Se puder ajudar, ficaria muito agradecido.

    Marcos

    Gostar

      1. Marcos: as pessoas a quem pedi informações nunca ouviram falar da empresa ou dos nomes dos sócios. Sendo assim, apelei para a segunda opção e até hoje não tive resposta. Trata-se da hipótese de Carlos Augusto Frambach ser de família suíça radicada em Santo Antônio de Pádua, Cantagalo ou Nova Friburgo, origem de vários antigos moradores de Conceição da Boa Vista. Até agora não obtive resposta. Creio que você saiba que um do nome faleceu em São Gonçalo em 2001. Já rastreou os antepassados deste?

        Gostar

      2. Bom dia Nilza

        Agradeço pela informação.

        Na verdade, esse Carlos Augusto Frambach, falecido em São Gonçalo, em 2001, era meu tio, neto do primeiro Carlos Augusto, de quem pedi informação (ferraria, entre 1896 a 1899).

        Esse primeiro Carlos Augusto nasceu em 1864, na antiga Colônia Theresópolis, na então Província de Santa Catarina (atual cidade de Águas Mornas, Santa Catarina). Era filho dos imigrantes alemães Carl Hermann Frambach e Anne Margarethe Julie Klaumann, os quais desembarcaram em Desterro (Florianópolis), em 1° de junho de 1860.

        Posteriormente, essa família desembarcou no porto do Rio de Janeiro, em 21 de outubro de 1874, acompanhados de seus sete filhos, incluindo Carlos Augusto. Em algum momento, seguiram para a Povoação de Macacos (atual Paracambi).

        De Paracambi, Carlos Augusto casou-se com Marcellina Zanei, em 17 de maio de 1890, na antiga Igreja Matriz de Petrópolis. Marcellina era austríaca, nascida em Pergine Valsugana, na atual região do Trentino-Alto Ádige, Província de Trento. Na época, esse local pertencia ao Império Austro-Húngaro.

        Pelo menos de 1896 a 1902, o casal Carlos Augusto e Marcellina residiu em Recreio, Minas Gerais, onde nasceram suas filhas Cecília, em 1899, e Julieta Lúcia, em dezembro de 1902.

        Em julho de 1904, o casal Carlos Augusto e Marcellina e seus filhos já estava em Bangu, Rio de Janeiro, onde Carlos Augusto trabalhava como operário.

        O que tenho sobre Carlos Augusto, em Recreio, é o que coloquei acima.

        Teria alguma informação sobre a data exata de nascimento de suas filhas, Cecília, em 1899, e Julieta Lúcia, em dezembro de 1902, ou de algum outro filho, por ventura nascido em Recreio ou região?

        Muito obrigado.

        Gostar

      3. Marcos: infelizmente eu não tenho como ajudar. Nas vezes em que fui a Recreio, só fiz levantamento detalhado dos casamentos do século XIX. No caso que você apresenta será necessário pedir buscas no cartório (32-3444.1218) e na secretaria paroquial (32-3444.1848).

        Gostar

  3. Com certeza Nilza, quando terminar de fazer as pesquisas, te encaminho mais informações, segundo meu avô, os Bonfada foram para Cataguases.
    Uma última dúvida, o que ”Stradale”?

    Gostar

  4. Bom dia Nilza. Vi sua postagem sobre a comuna de origem da família Bonfada , gostaria de saber como você obteve essas informações, é porque queremos fazer um livro de historia da família. Você teria mais alguma informação sobre eles?

    Gostar

    1. O método é simples, Roni. Na página do livro da Hospedaria consta Sodoli na coluna Naturalidade. Há outros passageiros daquela viagem também com referências à Calábria. Pesquisei algumas obras até chegar ao comune de Mormanno. Uma delas: “Frane e Alluvioni in Provincia di Cosenza Fra Il 1951 Ed il 1960: ricerche storiche nella documentazione del Genio Civile”. Na página 291 você encontra “Comune: Mormanno Descrizione: danni causati da una frana nella località Sodoli.” A partir daí bastou checar no Stradale.

      Gostar

  5. Boa Tarde Nilza. Estou fazendo um levantamento sobre alguns familiares que vieram da Itália, encontrei no arquivo publico de Minas Gerais, a ficha da hospedaria aonde eles ficaram, porém não estou conseguindo entender o nome da região de onde vieram, você ou outra pessoa poderia me ajudar?

    Gostar

      1. Os nomes são Cesare Bonfada e Carlota Bonfada, chegaram na hospedaria em 21 de março 1896, foram para recreio Leopoldina, contratante Theophilo Barbosa da Fonseca.

        Gostar

  6. Olá, Nilza. Parabéns pelo site e obrigado pelas informações.
    Minha bisavó, era a Alzira Medeiros Mendonça, nascida em 9 de Setembro de 1915, em Recreio, Minas Gerais. Estou buscando se minha bisavó Alzira foi batizada na Matriz Matriz do Menino Deus, em Recreio, e se seus pais Manoel Machado Mendonça e Maria Rosa de Medeiros se casaram também nessa. O Manoel Machado Mendonça era português, filho de Manoel Machado e Filomena de Jesus. Não sei o período do casamento mas imagino que deve ser entre 1900-1914. Você poderia me ajudar a encontrar esse registros. Qualquer dica ou informação ja ajudaria bastante.

    Desde ja obrigada,

    Felipe.

    Gostar

      1. Olá Nilza, obrigado pela resposta. Irei tentar a paroquia. Você teria esses dados da sua busca de Recreio?

        Obrigado,

        Felipe.

        Gostar

      2. Olá Nilza. Você mencionou que tinha feito uma pesquisa em Recreio ate 1900. Você teria os resultados dessa pesquisa disponíveis?
        O arquivo paroquial de Recreio é de fácil acesso? Não tenho nenhum parente em Minas, somos todos do Rio de Janeiro.

        Obrigado,

        Felipe.

        Gostar

      3. Bom dia, Felipe. Na década de 1990, fiz levantamento nos livros paroquiais de Recreio até 1900. Está disponível aqui no site o índice de casamentos que produzi: https://cantoni.pro.br/2020/03/27/casamentos-em-conceicao-da-boa-vista/ Não fiz tratamento dos assentos de batismo.
        Atualmente eu não sei se a secretaria paroquial está funcionando por conta da pandemia. Sempre fui muito bem atendida nas vezes em que lá estive.

        Gostar

  7. Bom dia, Cantoni!

    Ainda continuo na busca pela Certidão de Nascimento do meu avô Evilasio de Almeida Pina/Pinna, conform comentário do dia 11 de Janeiro de 2016 às 21:57.
    Ainda não perdi as esperanças!!!

    Um abraço,
    Ricardo Pina

    Gostar

  8. Boa Tarde. Gostaria de informações sobre a família com Sobrenome Bonfada, Minha Tataravó se chamava Vittoria Bonfada, seus pais Cesare Bonfada e Carlotta Bonfada todos provenientes da italia. Encontrei no Arquivo público a ficha de registro da pousada de Juiz Fora e o destino deles foi para Leopoldina (Recreio) contratante Theophilo Barbosa da Fonseca. Porém minha Tataravó casou com Angelo Bianchi , depois vieram para o estado do Espírito Santo, depois disso perderam contato com seus irmãos. Se alguém tiver alguma informação.

    Gostar

    1. Olá Roni: quase nada tenho sobre a família Bonfada que foi para Recreio. Parece que procediam da Calabria. A filha mais velha, Teresa, casou com Ferrucio Princisvale em 1901 e se mudou para Cataguases. Da Vitoria eu não tenho nada e Angelo Bianchi não consta entre os imigrantes que localizamos em Leopoldina. O Ludovico teve filho batizado em Leopoldina em 1916. Da Maria e do Pietro, nenhuma informação. Parece que alguns membros da família Princisvale migraram para a Espírito Santo por volta de 1920 mas nada sabemos a respeito.

      Gostar

      1. A Vitória também veio para o Sul do Espírito Santo, o Angelo Bianchi não era de Leopoldina, mais de Cataguases,porém faleceu com poucos anos de casado. Nilza qual fonte você tem sobre o casamento da Tereza com o Ferrucio? E qual igreja o filho mais novo do Ludovico foi batizado e o seu nome?

        Gostar

      2. Que ótimo, Roni. Então vc confirmou a informação que lhe passei em maio. Quanto ao casamento do Ferrucio, está no livro 4A de casamentos de Recreio. E do Lodovico eu só tenho uma filha, Maria Izilda, batizada em 1916 na matriz de Leopoldina,

        Gostar

      3. Vittorio Bonfada foi para o Rio Grande do Sul e foi pai de Afonso, meu avô. Também teve os filhos Elsa, Dorzolina e outros 2 homens, um dos quais foi padre. Todos já falecidos.

        Gostar

  9. Murilo Mota e Cantoni, eu vi comentários de vocês. Gostaria de agradece-los.
    Descobri coisas dos antepassados que eu não sabia.

    Meu trisavô era Sante Eugênio Piccolo, casado com Victoria Rossini (ou Rochin).
    Minha bisavó, nasceu em Recreio em 1902. Casou com Antonio Zanella em Cataguases e foram para Espirito Santo.

    Gostar

  10. Iria Guazzi,

    Meu trisavô era Sante Eugênio Piccolo, casado com Vittoria Rossini ou Rochin.
    eles se casaram em Recreio então?
    Eu não sei quase nada sobre eles, sei que minha bisavó Maria Eugenia nasceu em Recreio (filha de Sante e Vittoria).

    Gostar

Deixe uma Resposta para Nilza Cantoni Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s