Arquivo da tag: Rezende Montes

Uma das famílias povoadoras de Leopoldina, com origem na Serra da Ibitipoca.

150 anos de Moysés de Rezende Montes

Nascido no dia 12 de dezembro de 1867, Moysés era filho de Tereza Joaquina de Jesus e José de Rezende Montes, sendo neto paterno de Bernardo José Gonçalves Montes e Maria Antonia de Jesus. Este casal é constantemente citado em nossos trabalhos por constituir, provavelmente, a primeira família moradora do território que mais tarde formaria o Curato de São Sebastião do Feijão Cru. Isto porque, ao casar-se em Prados, no dia 18 de setembro de 1822, Bernardo tomou posse do dote recebido de seu sogro, Antonio Francisco Coelho, constando de duas sesmarias oficializadas por Carta de 1818. Uma destas sesmarias foi mais tarde vendida a Antonio José Monteiro de Barros que nela formou a Fazenda Paraíso e, no início do século seguinte, uma parte integrou a Colônia Agrícola da Constança.

Bernardo e Maria Antonia trocaram parte das terras por outras nas proximidades do atual povoado de São Lourenço, onde formaram a Fazenda Sossego

Moysés casou-se com Baldoina Brasilina de Oliveira, filha de João Salustiano de Oliveira e Inacia Presciliana de Rezende.

Moysés e Baldoina tiveram, pelo menos, dez filhos nascidos em Leopoldina: Maria das Dores (1893), Ercilia (1895), Aristóbolo (1898), Julieta (1900), Francisca (1902), Irineu (1908), Luiza (1911), Geraldina (1914), Mogarino (1916) e Dinalda (1919)

  • Share on Tumblr

Lino Montes: professor e artista plástico

No dia 5 de novembro de 1899 a Gazeta de Leopoldina publicou a seguinte nota:

Assim tomamos conhecimento de mais um descendente do povoador Bernardo José Gonçalves Montes que se dedicou às artes em Leopoldina. Neste caso trata-se de um neto, filho de João Rodrigues de Rezende Montes.

Além da música, o desenho e a pintura fazem parte das habilidades de vários membros desta numerosa família.

  • Share on Tumblr

Há 148 anos nascia Lino Montes

No dia 20 de maio de 1865 nasceu em Leopoldina o filho de João Rodrigues de Rezende Montes e Deolinda Clara Valadão que se tornaria professor, pintor e retratista. Esclareça-se que retratista significava, no final do século XIX, a arte de desenhar e pintar imagens das pessoas.

Lino Montes era neto de Bernardo José Gonçalves Montes e Maria Antônia de Jesus, pioneiros moradores do então Feijão Cru. Nasceu provavelmente na Fazenda Sossego, de seu avô, o primeiro proprietário local a declarar produzir café.

  • Share on Tumblr

Luiza Montes: centenário de nascimento

Nasceu em Leopoldina no dia 19 de agosto de 1911, filha de Moysés de Rezende Montes e Baldoina Brasilina de Oliveira. Seu pai era neto paterno do povoador Bernardo José Gonçalves Montes.
Luiza casou-se, em 1929, com Murilo Rodrigues Pinto. Ela faleceu em 2002.
  • Share on Tumblr

Um Colono Rezende Montes

Em resposta à consulta de Maria Inês Barbosa, informamos que nosso texto Um Lote Comprado por Brasileiros, publicado na edição do jornal Leopoldinense de 16 de dezembro de 2009, já se encontra disponível no site.
  • Share on Tumblr

Julho de 1910: posse de colonos

A assinatura dos contratos de venda dos lotes da Colônia Agrícola da Constança demonstra que a organização dos lotes não coincide com a numeração. Assim é que, no dia 15 de julho de 1910, tomaram posse os adquirentes dos lotes 2, 3, 16, 17, 18 e 19.

Manoel José dos Passos – 2
Francisco Carneiro de Macedo – 3
Auriel de Rezende Montes – 16
Francisco Antonio Reiff Junior – 17
Jeronimo José da Silva – 18
João Pacheco de Carvalho – 19

No dia 20 do mesmo mês, foi a vez da ocupação dos seguinte lotes:

Jesus Salvador Lomba – 4
Candido Giuliani – 56

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Share on Tumblr