CEMITÉRIO NOSSA SENHORA DO CARMO, Leopoldina, MG

Inaugurado em agosto de 1880, então com o nome de Cemitério Público da Leopoldina, o atual campo santo da cidade é seguramente o segundo mas pode ter sido o terceiro local escolhido para a morada eterna dos habitantes da cidade.

De afirmativo temos documentos apenas sobre este que passou a chamar-se Cemitério Nossa Senhora do Carmo a partir da lei municipal nº 96, de 18.02.1950.

 

O túmulo mais famoso é o de Augusto dos Anjos, o poeta paraibano falecido em Leopoldina em 1914.

 

Por suas alamedas, especialmente no primeiro plano, podemos observar o resultado da obra de tantos artistas, especialmente italianos e seus filhos, que durante muitos anos dedicaram-se a construir e reformar os túmulos mandados construir pelas famílias de maior poder aquisitivo.

 

VOLTA

www.cantoni.pro.br

 

Sobre o Cemitério de Leopoldina, veja também: